Receitas

8 Dicas para marinar com vinho

Marinar com vinho é uma técnica antiga, que já era usada na Idade Média para conservar alimentos, uma vez que na época não existia refrigeração. Basicamente, as carnes eram imersas em líquidos com o intuito de disfarçar traços de envelhecimentos, amaciar cortes provenientes de caça e acrescentando-lhes sabor.

Hoje, valemo-nos do recurso para intervir em texturas, aprofundar sabores e amaciá-las, dado que não precisamos mais esconder que estão velhas, não é mesmo? As combinações de uma marinada podem ser infinitas e variar conforme os alimentos e os resultado esperados. Quer saber como mandar bem? Conheça 8 dicas para marinar com vinho e ter resultados maravilhosos nos pratos preparados. Vamos lá?

1 – Combine Elementos Básicos

O segredo essencial é combinar elementos básicos. A base de uma boa marinada é feita a partir de 3 itens: elementos aromáticos (ervas e especiarias), legumes (cenoura, alho, cebola e salsão), e vinho (líquido ácido, que pode ser substituído por vinagre ou suco de limão, e em alguns casos, leite). A partir desses três elementos, as combinações podem variar de acordo com o resultado que se espera.

2 – Vinho para Marinar

O vinho ajuda a amaciar as fibras das carnes em virtude de suas propriedades naturais, assim como agrega profundidade ao sabor dos cortes. Por essas razões, não se deve usar um vinho de pouca qualidade para o processo. Lembre-se de que que se não for bom para beber, não será bom para cozinhar. Além de não penetrar devidamente na carne, interferirá no sabor final do prato. Também tenha cuidado com os vinhos doces, que podem marcar o sabor dos alimentos.

Marinar com vinho

3 – Vinho Tinto x Vinho Branco

Regra geral: use vinho tinto para carnes vermelhas e os brancos, para as brancas. O mesmo critério vale para quem for usar vinagre. E para não errar em nada, use sempre os secos e na proporção de uma garrafa para cada três quilos de alimento.

4 – Evite Sal

Os chefes pedem para que se evite sal no processo, porque ele tem a propriedade de retirar a umidade das carnes, promovendo uma cocção inicial. Em outras palavras, sal “cozinha” a carne, o que caba prejudicando o resultado desejado. O ideal é salgar um pouco antes do cozimento. Para carnes vermelhas, duas colheres de sal grosso para cada três quilos de carne. Para as brancas (peixes ou aves), a cada três quilos, uma colher de sal refinado.

5 – Recipientes Adequados

Sacos para marinar são os recipientes adequados, pois facilitam o contato do líquido com a carne e evitam que haja manipulação diretamente na peça. Se não tiver um saco específico, use um que seja atóxico e esteja higienizado para não contaminar o alimento. Caso prefira um recipiente, use de louça, de vidro, inoxidável ou de cerâmica, com tampa. Evite plástico e alumínio, pois deixam sabor na comida.

6 – Tempo

Quanto mais tempo, mais sabor no alimento. Mas considere o tamanho do corte. Por exemplo, um pernil inteiro precisa de mais tempo do que coxas e sobrecoxas. Cortes que tenham acima de um quilo, o ideal são doze horas. Peças menores, seis horas para que o sabor do líquido penetre bem na carne. Cuidado com peixes: três horas são mais o limite.

Duas últimas observações: alimentos crus devem ficar sob refrigeração. Ou seja, nunca mantenha uma marinada fora da geladeira. Também não reaproveite o líquido, ele deve ser descartado, a não ser que possa ser fervido.

Viu como é fácil? Aproveite aquele lagarto ou pernil e teste agora e as 8 dicas para marinar com vinho em sua casa e compartilhe conosco o resultado final. Vamos adorar saber!


Continue acompanhando nossas postagens e conheça cada vez mais sobre o universo da enologia e as dicas sobre! Inscreva-se no caminhosevinhos.com para receber as novidades diretamente em seu e-mail, gratuitamente. Participe também do nosso Clube do Vinho, em nossa fanpage.  Será um prazer tê-lo sempre conosco.

Tags
Mostre mais

Fernando Kobaia

28 anos, Empreendedor digital, escoteiro, escritor, gerente de projetos, entusiasta de novas tecnologias e amante de vinhos.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *