Yandex Metrika
Receitas

Como fazer molho madeira com vinho tinto

Que cozinhar é uma arte, todo mundo sabe. Agora, o que muitos não sabem é como usar vinho na preparação de um dos molhos mais tradicionais da culinária: o madeira. Feito originalmente com champignon, especiarias e, claro, vinho madeira, a preparação dele demanda alguns cuidados especiais, para que fique com a consistência correta na hora de servi-lo. 

E mesmo que você seja novo na arte da culinária, e principalmente, não tenha nunca se arriscado na preparação de pratos com vinho, acalme-se! é mais fácil do que imagina e o resultado é de receber aplausos.

Aqui, separamos a receita ideal, e mostraremos o passo a passo de como fazer molho madeira com vinho tinto e arrasar ao servir a refeição.  Vamos lá?

Primeiro Passo fazer molho madeira com vinho tinto.

O primeiro passo para fazer molho madeira com vinho tinto, consiste na preparação para a base dele, ou seja, o rôti. Para quem não sabe, o rôti é uma das bases mais usadas (e mais clássicas) na gastronomia. Normalmente, é obtido a partir da  gordura dos ossos de algumas carnes. Sua preparação demanda tempo, pois é preciso cozinhar bastante a carne para extrair os elementos que trarão o sabor inconfundível do rôti. 

Veja que versão mais simples é feita com ingredientes bem básicos, os quais estão listados a seguir:

  • azeite de oliva;
  • 1 quilo de carne de sua preferência;
  • 1 cenoura picada;
  • 1 salsão e salsinha, ambos também picados;
  • cebola ralada;
  • 2 dentes de alho amassados;
  • outros temperos tradicionais como sal a gosto, pimenta-do-reino também a gosto, 1 folha de louro, um pouco de tomilho.

Atenção: algumas pessoas tendem a dispensar a carne e a optar pelo tablete de caldo de carne mesmo, mas vale lembrar que o resultado não será o mesmo. Além disso, troca-se uma preparação totalmente caseira, natural, pela industrializada, o que não é o melhor caminho para uma alimentação saudável. Então, mesmo que dê um certo trabalho, o melhor é sempre buscar uma culinária que seja caseira, certo? 

E se acha que irá perder tempo, já vai abrindo aquele vinho tinto delicioso, o qual será um dos ingredientes para a base dessa receita, deguste-o, chame a galera para perto do fogão, e compartilhe esse momento tão gostoso que é cozinhar. Afinal, além de ser uma arte, a preparação dos alimentos é também um ato de amor.   

Com todos os ingredientes básicos organizados, pegue uma panela funda para refogar a carne. Acrescente o azeite de oliva, refogue a cebola ralada (não deixe dourar demais, pois interfere no sabor final do molho), em seguida o alho (o mesmo serve para ele, não deixe queimar), acrescente a carne, e  dê uma boa selada nela. 

Em seguida, coloque o sal e a pimenta-do-reino. Quando estiver bem dourada, despeje a água. Na sequência, pode colocar o salsão, a cenoura e as ervas que foram selecionadas para dar mais sabor ao caldo. Com a água já e fervura, tampamos a panela e aguardamos, ao menos, duas horas. Sim, tem de ter paciência! 

Aproveite o tempo, belisque alguns petiscos, jogue conversa fora e voilá. O resultado valerá a pena. 

Depois que atingir o período de cocção, basta retirar o recipiente do fogo, esperar que esfrie, coar o líquido e reservá-lo.

Dica: se você está se perguntando o que irá fazer com a carne utilizada para fazer o rôti, saiba que nessa base tudo se aproveita! Desfie a carne e reserve-a para o preparo de carne maluca com vinho, fica uma delícia! Se for congelada, pode ficar no freezer por 1 mês!

Como fazer molho madeira com vinho tinto 1

Segundo Passo para fazer molho madeira

Já o segundo passo é a preparação propriamente dita do famoso molho madeira, que também pode ser congelado, caso não seja todo consumido no prato do dia.  Para este serão necessários mais ingredientes, também chamados de básicos. Eles seguem listados abaixo:

  • 2 colheres de manteiga;
  • 200 gramas de farinha de trigo peneirada;
  • 140ml de vinho tinto madeira;
  • 70ml de tinto seco;
  • champignon;
  • e o caldo que foi reservado.

Em panela preferencialmente grossa, derreta a manteiga (não use margarina, o sabor não será o mesmo) e acrescente a farinha de trigo. Mexa com um batedor do tipo fuê, preferencialmente e de forma rápida. Você vai obter uma pastinha que, aos poucos, vai ficando dourada. Use fogo baixo, ok? Em seguida, reserve-a.

Em fogo médio e em outra panela, claro, coloque aos poucos o caldo que estava reservado, e vá adicionando a ele a misturinha de manteiga e de farinha de trigo (na culinária francesa, essa pastinha é chamada de roux). Mexa bem com a ajuda do fuê. Cuidado para não espirrar! 

Em seguida, acrescente os vinhos (que devem ser de boa qualidade, ok? Não precisam ser os mais caros do supermercado, mas os baratinhos demais não trazem a concentração necessária para dar o sabor ao molho), pouco a pouco, abaixe o fogo, tampe a panela.

Esse “caldão” vai sendo reduzido, ao mesmo tempo que ele engrossa. Quando estiver com a textura já conhecida do molho madeira, desligue e acrescente o champignon previamente fatiado.

Algumas pessoas também gostam de acrescentar salsinha bem picadinha ao resultado final, eu particularmente adoro. Testei com e sem. 

Cabe destacar aqui um aspecto. Esse molho pode acompanhar, seguramente, não apenas a carne vermelha, mas também aves como frango. Dá para fazer uma versão parecida com um strogonoff, e ainda incrementar com um purê de abóbora, que vai muito bem, inclusive, na hora de fazer a fotinha para a rede social. 

Agora, se preferir ir no tradicionalzão mesmo, opte por um corte mais macio, selado em manteiga, grelhado ou cozido. Para esse prato, baby beef ou filet mignon são os mais recomendados.  

Para acompanhamento, purê de batata ou de abóbora (no caso de carne branca), ou mesmo aquele arroz branquinho, bem soltinho vai muito bem. 

Para finalizar, harmonize com tinto seco, do tipo merlot, em temperatura entre 18 a 19 graus Celsius, naquela taça bonita, que você já tem guardadinha lá na sua cristaleira (ou armário, né?). 

Depois, é só aproveitar essa refeição maravilhosa, chique e que não gasta mais de 2 horas em seu preparo!

Como fazer molho madeira

Aproveite e coloque esta receita em prática. Depois conte pra gente o resultado.

Avatar de Cris Oliveira
Cris Oliveira, Empreendedora Digital, Entusiasta da Enologia, Especialista em Língua Portuguesa, Blogueira.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.