História do vinho

Vinho – Uma das bebidas mais consumidas do mundo

O vinho está entre as bebidas alcoólicas mais consumidas pelo homem no mundo. De acordo com a Pesquisa Internacional sobre Vinhos e Destilados (IWSR), estima-se que sejam consumidas pelas pessoas cerca de 33 bilhões de garrafas anualmente, sendo os Estados Unidos os recordistas no consumo.

A bebida, segundo enólogos, teria surgido entre povos que hoje vivem em regiões como Irã e Turquia, provavelmente entre 6.500 a.C. Vale ressaltar que há lendas e especulações acerca da origem do vinho, no entanto, o mais provável é que a bebida considerada dos deuses – tenha sido descoberta por pura casualidade – a partir do processo de fermentação de uvas amassadas, as quais foram esquecidas em algum recipiente. Contudo, o cultivo de videiras para a produção da bebida, aconteceria somente com o estabelecimento do homem nômade em pequenos vilarejos.

Clássicos barris de carvalho para envelhecimento de vinho
Clássicos barris de carvalho para envelhecimento de vinho

Hoje, os vinhos são extremamente apreciados e se caracterizam por serem bebidas refinadas, cuja ingestão de dá por razões dentre as mais diversas. Além de servirem como harmonizadores na degustação de diferentes pratos são objetos também de colecionadores e especialistas do tema no mundo inteiro.

Agora, é interessante que o vinho possui inúmeras variações resultantes tanto da forma do cultivo da uva, quanto do modo de produção da bebida, o que influencia diretamente no sabor e na qualidade do vinho.

Os melhores vinhos

Vinícola em Toscana - Itália
Vinícola em Toscana – Itália

E neste aspecto, um dos vinhos mais apreciados e consumidos é o italiano, que, por sua tradição e suas propriedades está também entre as melhores produções, concorrendo apenas com os produzidos na França. A Itália, conhecida pelos gregos como Enotria – que na antiguidade já era a terra do vinho – possui vinte regiões vinícolas – o Pienonte, produtora de espumantes e vinhos robustos; o Barolo, local de vinhos nobres conhecidos como ‘rei dos reis’; a Toscana, produtora dos Chianti, Brunello de Montalcino, o Sassicaia e o Tignanello, conhecidos como os três melhores vinhos do mundo; o Veneto dos populares Valpolicella e Bardolino; a Umbria do famoso branco Orvieto; o Lazio, região do alegre Frascati e a Emilia-Romagna do popular Lambrusco (estes dois últimos são vinhos frisantes muito adequados para o clima brasileiro).

Tags
Mostre mais

Cris Oliveira

Cris Oliveira, Empreendedora Digital, Entusiasta da Enologia, Especialista em Língua Portuguesa, Blogueira.